Shak­ti­pat é a Graça

Em sân­scrito há duas palavras para “Grace”, mas são muito difí­ceis de traduzir: kri­pa e anu­gra­ha. Anu­gra­ha é a for­ma mais ele­va­da de graça: é como rece­ber tudo sem ter que colo­car nada para rece­bê-la. Em um sen­ti­do mun­dano, pode-se com­pará-la a gan­har uma enorme for­tu­na na lote­ria. Mas há uma difer­ença:
Em uma lote­ria, você tem que com­prar um bil­hete, para a anu­gra­ha, você não tem que dar nada.

Esta Graça não-solic­i­ta­da é shaktipat.

Guru Purn­i­ma é um grande fes­ti­val espir­i­tu­al que hon­ra o mestre. Na tradição shak­ti­pat, ele é ain­da mais impor­tante do que em out­ros
tradições, porque o mestre dá a Graça do des­per­tar, o Shak­ti, enquan­to, em out­ras tradições, o mestre dá téc­ni­cas,
e méto­dos.

Mas na real­i­dade não é o guru humano que dá Shak­ti, é o Guru-Tatt­va, o ‘Princí­pio do Guru’. Swa­mi Satyade­vanand ter­mi­nou o sat­sang enquan­to fala­va sobre este Princí­pio do Guru:

O Princí­pio do Guru é Con­sciente. Se alguém é ded­i­ca­do ao mestre, à sadana, se alguém é amoroso e respeitoso ao lidar com out­ras pes­soas, este Princí­pio do Guru nos dará mais e mais bênçãos. Mas se for­mos egoís­tas, neg­a­tivos em relação aos out­ros, feri­dos, cri­amos angús­tia e maus pen­sa­men­tos na out­ra pes­soa que irão blo­quear nos­so cresci­men­to. O Princí­pio do Guru con­sciente nun­ca se voltará con­tra você, mes­mo que você faça coisas muito erradas, mas ao invés de ser pos­i­ti­vo, ele pode se tornar neu­tro, então o pro­gres­so de uma pes­soa é interrompido.

Por­tan­to, em suas inter­ações com out­ras pes­soas, ten­ha muito cuidado.

Shaktipat é a Graça

No cam­in­ho de shak­ti­pat, você não pre­cisa esper­ar por muitas vidas para alcançar algu­ma con­quista. Se você praticar, você pode se tornar jivan­muk­ta, lib­er­ta­do enquan­to vive. Em shak­ti­pat, você não tem que colo­car suas esper­anças em algum céu após a morte. Você pode acabar com seu sofri­men­to aqui e ago­ra e se tornar imer­so em êxtase nes­ta mes­ma vida.

Artigos Relacionados

Dharma e Yoga 

O sân­scrito tem muitas palavras pro­fun­das e boni­tas. Uma delas é ‘Dhar­ma’. Dar­ma não é uma ide­olo­gia de um grupo, uma religião em par­tic­u­lar ou uma filosofia. Não é nen­hum ‘ismo’. Dar­ma é a natureza ou qual­i­dade intrínse­ca, orig­i­nal. Em um nív­el pes­soal, ele também…

Os tipos abnegados e egoístas de Gurus e estudantes 

Nas escrit­uras, dois tipos de gurus são dis­cu­ti­dos. Um tipo de guru é como Sukracharya, que está rela­ciona­do com o plan­e­ta Vênus. O out­ro tipo de guru é Bri­has­pati, rela­ciona­do a Júpiter. Sukracharya sem­pre esteve na per­spec­ti­va de aumen­tar seus poderes, de obter…

Algunas orientaciones prácticas para los sadhakas 

¿Por qué me sien­to marea­do después de mi des­per­tar de Shak­ti? Puede haber 3 razones para los mare­os cau­sa­dos por Shak­ti: 1) Por fal­ta de sodio en tu organ­is­mo: En este caso tienes que tomar más sal con la comi­da o puedes mezclar un poco de sal en ½ taza de agua y…

Share